Amigo é…

Como dizia Cecilia Meireles ” Liberdade é uma palavra que o sonho humano alimenta, não há ninguém que explique e ninguém que não entenda.”. Amizade também é assim, porque não há ninguém que explique ou quem não entenda.

Porque amizade é amar, é escolher estar junto, é a família na qual não nascemos mas escolhemos estar. Ser amigo é brigar, discutir, chorar junto, xingar, é dizer tudo aquilo que se pensa e se sente. É confessar os maiores medos, os grandes desejos, é compartilhar as ideias mais absurdas e os sonhos mais alucinantes.

É sobre tudo, confiar. É além de tudo, conviver. Como dizia Mario Quinta “A arte de viver é simplesmente a arte de conviver … simplesmente, disse eu? Mas como é difícil! ” É aceitar o quem o outro é, com todos os seus defeitos e manias, e gostar disso, e amar isso.

Amizade é segurar a mão, tremendo de frio e medo, até vocês dormirem. Amizade é te fazer rir quando você tinha esquecido até como era sorrir. Amizade é se alegrar porque o outro está feliz. É rir sem motivo, é ficar feliz só por estar junto, é ficar em silencio olhando o céu ou deitado no chão do quarto sem fazer nada. Amizade é quando estar junto vale mais que tudo. Amizade é ouvir tudo, todas as confissões, sem julgar, sem condenar e dizer só “eu estou com você, sempre e para tudo”. Amizade é permanecer após a tempestade e durante a bonança.

Amizade é aquela coisa que confunde a gente, e você já não sabe onde você termina e onde começa o amigo. Porque tem manias iguais, histórias iguais, pensamentos iguais e tudo diferente. Porque você não se importa em ver um filme que odeia ou ouvir uma música que detesta, porque não é por você, é pelo seu amigo, e se ele está feliz então você está também. Amizade é ser feliz junto, ser triste junto. Amizade é estar junto mesmo quando não se está perto, é quando o tempo não passa e o sentimento não muda. Amizade é quando você não precisar estar junto, porque aquela pessoa já faz parte de você.

Amizade é ficar abraçada meia hora com alguém, no frio, no silêncio, só aproveitando o tempo juntos. Amizade é deitar em baixo de uma árvore no verão e falar sobre o dia, sobre o tempo e sobre a vida. Amizade é assistir 500 vezes o mesmo filme. Amizade é dormir com a luz acessa porque ela tem medo do escuro. Amizade é perdoar todos os erros e decepções. Amizade é emprestar o moletom quando se tem frio. Amizade é passar o dia todo assistindo sua série de tv favorita. Amizade é se perder andando de carro. Amizade é dar sorvete na boca do amigo enquanto ele dirigi. Amizade é molhar a camiseta alheia de lagrimas e ele não se importar. Amizade é ficar dando voltas no balão porque não se tem nada para fazer. Amizade é acordar as 4 da manhã para ouvir o choro alheio. Amizade é ir dormir as 5 da manhã porque ficou rindo a noite toda. Amizade é segurar o cabelo enquanto o outro vomita. Amizade é cuidar do amigo doente. Amizade é ir buscar alguém triste na casa dela e trazer pra sua casa. Amizade é abrigar a vizinha que fugiu de casa. Amizade é deitar do chão do banheiro pra falar com a amiga que está chorando no reservado. Amizade é sentar no chão da balada porque o amigo está cansado demais para ficar em pé. Amizade é sentar na rua e tocar violão até de madrugada. Amizade é sentar na sarjeta e beber cerveja. Amizade é pedir segunda opinião. Amizade é ajudar a amiga a achar o príncipe encantado na balada. Amizade é emprestar seu vestido favorito. Amizade é ter escova de dente na casa da amiga. Amizade é ser chamada pro aniversário do pai, mãe, tio, avó, tia e avô. Amizade é dormir no sofá depois de uma maratona de filmes. Amizade é ir votar junto de pijama. Amizade é dividir a cama. Amizade é estourar a conta do celular, do telefone e do celular da mãe. Amizade é chorar pela amiga que terminou o namoro. Amizade é a vontade de socar a garota que terminou com seu amigo. Amizade é presente fora de hora. Amizade é ajudar a escolher o sofá. Amizade é ajudar a escolher o nome do sobrinho. Amizade é ajudar a decidir a cor da parede da sala.

 

Amizade é um sentimento forte, de carinho, amor, proteção, aceitação e respeito. Amigo é a família que você escolheu para viver com.

 

Feliz diz do amigo :)

 

ps: toda as situações acima descritas são verídicas.

 

Esse texto é dedicado a : Jéssica Rossin, Bárbara Geraldini, Mauricio Rummens, Thiago Monteiro, Juliana Araujo, Gabriela Alves, Livia Mussi, Lais Mendes, Joe Liz, André Villar, André Ruiz, Murilo Simões, Larissa Alem, Renan Rossini, Nara Tortello, Marcelo Pádua, Marina Di Tullio, Mirela Von Zuben, Virgginia Laborão, Izadora Pimenta, Luiza Minussi, Eduardo Rubim, Nathalia Rubim, Guilherme Basso, Matheus Bigon, Jaqueline Fedes, Letícia Quatel, Fernanda Farrenkopf, Lui Azevedo, Gustavo Figueiredo,  Juliana Pringles, Rodolfo Vescovi, Mateus Maciel, Laryssa Guarnieri, Guilherme Coelho, Bruno Barbato, Tassiane Castro, Gabriela Peres e Carolina Badaró.

Anúncios

Dia do homem?

Me parece, eu não sei, mas me parece que as pessoas esqueceram o motivo do porque existe um Dia da Mulher, ou o Dia do Índio ou o da Consciência Negra. Esses dias existem para que as pessoas prestem atenção nessas  parcelas da sociedade.

Esses dias existem para que as pessoas reflitam sobre  o que eles sofreram, em todos os seus direitos e dignidades que foram massacrados. Esses dias não existem para comprar presentes e ter um dia diferente na escola. Bom, esclarecido isso, porque eu realmente acho que existia uma dúvida sabe, podemos passar para o próximo tópico. A criação do Dia do Homem.

Criaram o Dia do Homem, eu me pergunto… PRA QUE DIABOS? Para que a sociedade reflita sobre os abusos que eles sofreram? As injustiças as quais são obrigados a aturar ? OH WAIT… eles não sofreram abusos, eles não sofrem injustiças…. Porque bom, eu acho que não restou dúvidas sobre o porque de existir esses dias comemorativos, então porque o Dia do Homem?

Não vou colocá-los em um cruz e culpá-los por todos os problemas do mundo, mas também não posso passar a mão na cabeça e dizer “Sim, sim meu querido, você é especial e merece isso”. Porque, bom, não acredito nisso. Os homens são importantes, tanto quanto as mulheres, os índios, os negros, acredito que sejamos todos iguais em importância, mas isso sou só eu, você pode achar que cachorros e gatos sejam mais importantes que os homens e mereçam um dia também, porque não?

Eu posso continuar acreditando o quanto eu quiser que homens, mulheres, negros, árabes, orientais e índios, tenham igual importância, até mesmo cachorros e gatos.  O que não quer dizer que o tratamento recebido, ou melhor, o tratamento que eles receberam será o mesmo, e em 99,9% das vezes, não é.

Os homens não são obrigados a passar por muitas situações ou constrangimentos ou julgamentos, aos quais outras parcelas da sociedade são obrigados a enfrentar. Por exemplo eles não fazem sequer ideia do julgamento e preconceito que as mulheres passam diariamente.

Se ela é uma chefe dura e exigente, é uma vaca de coração frio e sem sexo. Se fosse um homem seria alguém com caráter, honestidade, um homem de visão.  Se uma mulher transa com um cara na primeira noite, é uma vadia, e o cara é garanhão, um comelão. E isso apenas para começar, eu poderia passar o dia todo falando sobre essas diferenças, que em alguns lugares são bem mais marcantes.

O mundo é machista, a sociedade é machista, até algumas mulheres são machistas. Como diria a música de James Brown “this is a man’s world” e é mesmo, infelizmente. Um mundo onde o homem manda, julga e condena, e agora, se dá o próprio dia para se homenagear, e reclama se você fala que não faz sentido algum. É minha amiga, meu amigo, é como Napoleão que já mandava na porra toda e não satisfeito se auto-coroou. Pensando bem, Napoleão é o esteriótipo perfeito do homem.

Eles não são mais os responsáveis por colocar comida na mesa (afinal a mulher também trabalha fora) , não consertam a casa (existem serviços terceirizados para tudo inclusive colocar quadros nas paredes) e muitas vezes nem na cama servem(ou você acha mesmo que todo homem é um deus do sexo?), mas ainda sim, no final do dia, querem chegar em casa gritar pelo jantar e tomar uma cerveja assistindo televisão. Um segredo meu querido, isso não é ser homem.

Ser homem nada tem a ver com cuspir no chão, falar de sexo, futebol e carros. As características que formam um Homem são as mesma que formam uma Mulher. Caráter, honestidade, respeito, honestidade, humildade. Sem isso você não é nada mais que um monte de ossos se achando o rei do mundo, e não importa muito se você é homem ou mulher, é mais uma questão de princípios.

Você pode cuspir catarro no chão, ter um carro potente, ir no estágio em todos os jogos do seu time, sair para beber litros de cerveja com os amigos, mas se no final do dia você não sabe respeitar sua mulher (ou qualquer mulher) – e eu falo de respeitar mesmo, tratar de igual para igual – meu querido, você não vale mais mais que uma saco de batatas.

Então antes de exigir seu dia (mais por ego ferido do que por qualquer coisa) aprenda a ser um homem de verdade, e depois quem sabe, a gente discute a possibilidade de te homenagear em alguma coisinha, quem sabe em um domingo perdido no mês de maio?

ps : se você Homem não se enquadra na descrição acima, bom, desculpe. mas também, não há muito com o que se preocupar, já que o texto não é para você :)

ps²: sim, eu acredito que existam homens que não sejam assim, e tenho o prazer de conhecer alguns, mas, infelizmente eles são minoria.

Eu, eu mesma, sem Irene

Diz a sabedoria popular, que se conhece alguém por suas pequenas manias. Assim como só se sabe de uma pessoa aquilo que ela partilha sobre si. Pensei muito no assunto nos últimos dias, e cheguei a seguinte conclusão : Nunca fui do tipo que mostra muito sobre si, talvez poucos, as vezes quase nada. Muitos se espantam quando digo que sou tímida, o que algumas pessoas não entendem é que ser expansiva nada mais é do que uma forma de defesa.  Você nunca pensa muito em uma serpentina, está ocupado demais acompanhando seu brilho.

 

Por isso, resolvi mostra algo sobre mim, afinal, sempre foi mais fácil ser sincera aqui, escondida atrás de um computador, protegida pela saudável distancia da internet. Me achem medrosa, cautelosa, o que for… sei que sou tímida e retraída, não há muito que eu possa fazer para mudar isso, talvez, apenas tentar contar um pouco sobre mim, para facilitar um entendimento mutuo.

 

1 – Sou completamente extremista, vou de um extremo ao outro sem sequer parar para pensar. Costumo dizer (para mim mesma) que sou tão calma quanto uma bomba prestes a explodir. A melhor metáfora que posso fazer é como se fosse uma explosão que está segura por uma fina camada de qualquer coisa, que por qualquer motivo a qualquer momento se desfaz e libera a explosão.

 

2 – Sou apreensiva com tudo que não compreendo. Calma, não é tanto assim. Minha ansiedade com coisas que não compreendo está ligada a pessoas, quando não entendo a pessoa ou suas atitudes em relação a mim, fico ansiosa, nervosa e neurótica.  Mas quando o oposto acontece, ou seja, quando entendo a pessoa ou seus atos, sou absolutamente calma e paciente.

 

3 – Quando explodo, as únicas coisas capazes de me acalmar são música ou livros.

 

4 – Meu melhor medidor de ansiedade é chocolate. Minha necessidade por chocolate é diretamente proporcional a minha ansiedade.

 

5 – Ler é minha maior paixão, meu maior vicio, minha principal forma de libertação. Uns tomam um golinho de vinho a noite, outros abrem uma cerveja, eu sento na cama e abro um livro.

 

6 – As coisas que mais me irritam são pessoas intrometidas, desrespeitosas ou fanáticas. Embora preconceituosos e machistas também me tirem do sério.

 

7 – Não gosto que me toquem, é um tique que sempre tive. Detesto abraços, não suporto beijinhos e tenho agonia mortal com pessoas que me tocam demais. Apenas permito que cheguem próximo de mim pessoas que eu gosto, e ainda sim, só quando estou com saudade, fora isso, nunca chegue muito perto de mim.

 

8 – Tenho uma lógica própria, um jeito meu de fazer ligações e correlações entre assuntos distintos. A maior parte das vezes nem eu mesma sei o porque ou como, então me perguntar esse tipo de coisa é irrelevante, eu não tenho as respostas.

 

9 – Tenho amor incondicional por cachorros, bebês e animais em geral. Tenho horror a pessoas que os maltratam.

 

10 – Tenho paciência quase infinita para ouvir problemas, dúvidas e anseios alheios, mesmo que não sejam meus amigos ou eu não tenha tanta intimidade.

 

11 – Raramente divido segredos, por isso quando o faço espero que vão com você para o tumulo. Sigo a mesma conduta com as pessoas que contam segredos, não revelo nada nem sob tortura.

 

12 – Meu três maiores sonhos são : morar em Londres, escrever um grande e bom livro, ter um filho.

 

13 – Meus números da sorte são sempre ímpares, ou 7 ou 13, as vezes 3 ou 5.

 

14 – Quando ando na rua, nunca piso em linhas.

 

15 – Tenho medo de espelhos e do escuro, e ainda mais de espelhos no escuro.

 

16 – Mexer no cabelo, unhas ou dedos demonstra nervosismo e apreensão, geralmente quando estou nervosa, sob pressão ou quando não sei o que fazer.

 

17 – Dançar na chuva, contar estrelas e dormir na rede são meus pequenos prazeres favoritos.

 

18 – Lírios e flores do campo são as minhas favoritas. Detesto rosas, principalmente o cheiro, acho fedido.

 

19 – Adoro cantar e contar. Contar histórias. Canto no banho, andando na rua. Conto história antes de dormir.

 

20 – Dificilmente confio em alguém, ou gosto de alguém, mas a partir do momento que confio ou gosto, nunca deixo de senti-lo. O sentimento pode mudar, de amizade para romance, de romance para amizade, carinho, mas não deixa de existir.

 

21 – Amor para mim é o silencio. É quando você consegue ficar ao lado de alguém sem dizer nada, por horas, e não sente aquele silencio desconfortável, não existe aquela necessidade de preencher  o vazio, porque não há vazio. Quando você conseguir ficar uma hora simplesmente ao lado de alguém, sem dizer nada, então você ama essa pessoa. Bom é o que eu acho.